Veja as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019

Veja as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019

Tempo de leitura: 27 minutos

De uma semana para cá, a pergunta: Quais são as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019 foi a que mais ouvimos por aqui.

E a resposta para nós é simples!

A feira, que acontece de 6 a 9 de junho, em Belo Horizonte, é a maior do mundo para o mercado da Cachaça, com mais de 400 rótulos.

Mas nós separamos 12 deles que você não pode sair da feira sem provar.

Veja as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019

Serão quatro dias de intensas conversa, negociações, palestras, encontros de amigos e muita, mas muita Cachaça mesmo.

Mas os profissionais da Escola da Cachaça se debruçaram nas últimas semanas em uma lista de Cachaças premiadas no Brasil e no Exterior

  • Cachaça Alambique Brasil Prata – descansada em dornas de aço inoxidável)
  • Cachaça Alambique Brasil – envelhecida em barris de carvalho europeu
  • Cachaça Alambique Brasil – envelhecida em barris de amburana
  • Cachaça Gavena Prata – descansada em barris de amendoim do campo
  • Cachaça Gavena – envelhecida em barris de carvalho europeu
  • Cachaçaça Matriarca 4 Madeiras – Amburana, Bálsamo, jaqueira e louro-canela
  • Cachaça Matriarca Prata – descansada em dornas de aço inoxidável
  • Cachaça Matriarca – envelhecida em barris de bálsamo
  • Cachaça Matriarca – envelhecida em barris de amburana
  • Cachaça Matriarca – envelhecidaem barris de jaqueira
  • Cachaça Vila do Ouro Prata – descansada em toneis de aço inoxidável
  • Cachaça Vila do Ouro Amburana – envelhecida em tonéis de amburana
  • Cachaça Vila do Ouro Reserva Especial – envelhecida em tonéis de bálsamo e carvalho
  • Cachaça Middas Prata – descansada em barris de amendoim do campo
  • Cachaça Middas Reserva do Proprietário – blend de cachaças envelhecidas em barris de carvalho americano, carvalho francês, amburana e jequitibá.

Antes de saber quais são as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019, que tal saber o que fazer de melhor com elas?

Caipirinha!

Isso mesmo, foi-se o tempo em que se usava Cachaça avaliada como de qualidade inferior para se fazer Caipirinha.

Hoje em dia já sabemos que quanto melhor a Cachaça, melhor o coquetel.

Esclarecido isso, agora você tem a sua disposição o livro digital 100 Receitas de Caipirinha Para Beber Antes de Morrer.

No livro você terá as mais variadas receitas todas feitas para surpreender!

Agora veja as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019

Cachaça Alambique Brasil, se apaixone por esta história!

Cachaças que você deve provar na Expocachaça 2019
Cachaça Alambique Brasil exibe suas medalhas na Expocachaça 2019

O ano era 2017.

A Cachaça Alambique Brasil enfrentava o seu maior desafio até então.

Cair no gosto de milhares de pessoas que visitavam a maior Feira de Cachaça do Planeta: A Expocachaça.

Cercados de expectativas, Gilmar, Celia Nogueira e a filha Ludmila, estavam ali, firmes no estande aguardando por milhares de apreciadores, loucos por novidades.

Era a grande estreia da Cachaça Alambique Brasil.

Os dois atenderam firmemente e falaram apaixonadamente sobre a Cachaça a cada apreciador que pedia um gole.

Muitos não resistiram nem ao sabor e nem à paixão com que os empreendedores relatavam a Cachaça Alambique Brasil e a feira foi um sucesso.

Mas o melhor ainda estava por vir.

Tanto a Cachaça Ouro, envelhecida em tonéis da madeira Amburana e a prata, apenas descansadas em dornas de aço inoxidável, foram premiadas na degustação às cegas feita na Expocachaça, por profissionais especializados em degustar destilados do mundo inteiro.

A alegria se estendeu ao ano seguinte.

A Cachaça Ouro, em amburana, recebeu medalha de ouro na edição brasileira do Concurso Mundial de Bruxelas.

A Alambique Brasil foi premiada ainda com a medalha de prata no Spirit Selection.

Conheça as Cachaças que vão bombar na Expocachaça 2019

E como medalha pouca é bobagem, a Cachaça seguiu a trajetória de sucesso ao abocanhar uma medalha de ouro e outra de prata no CWSA Best Value, na China.


Por tudo isso só tenho que agradecer a todos que acreditaram em nosso projeto e em nossa iniciativa, em especial à Celia, que desistiu da Leiteria e cedeu aos encantos da Cachaça

Gilmar Nogueira – Proprietário da Cachaça Alambique Brasil

Célia Nogueira é a esposa.

E a história da leiteria está na base de tudo.

É que Célia, a esposa de Gilmar Nogueira, tinha planos de manter uma criação de vacas leiteiras.

Gilmar não era tão amigo ideia e incentivado pelo sobrinho Giovanni Pereira, que trabalha na Cachaçaria Nobres e com apoio da filha Ludmila, o projeto trocar o leite pela Cachaça começou a ganhar corpo até se tornar a Cachaça campeã.

Sim, Célia foi voto vencido na família, mas hoje já trabalha junto com todos em prol da Cachaça.

Ainda bem para os apreciadores.

Com tanto amor envolvido na produção, a Alambique Brasil tem que estar entre as primeiras Cachaças da lista do apreciador que vai para a Expocachaça 2019.

E não será difícil se apaixonar ao primeiro gole.

Nós do Brasil no Copo provamos e aprovamos de imediato.

E já colocamos na nossa lista das Cachaças que você tem que conhecer na Expocachaça 2019.

Comece pela branca:

Alambique Brasil Branca – Cachaça de personalidade, com excelente presença da cana-de-açúcar e aromas frutados.

Na boca, a maciez que denota logo uma Cachaça que seguiu rigorosamente as boas práticas de produção.

O retrogosto marcante de cana-de-açúcar completa o serviço.

Alambique Brasil Ouro – Carvalho Europeu – outra Cachaça que você vai provar no Estande da Alambique Brasil é a versão ouro, armazenada em barris de Carvalho Europeu.

Aromas e sabores intensos e adocicados são as principais características da bebida.

Você vai sentir notas de baunilha, coco e caramelo compondo uma coloração dourada que agrada logo no primeiro contato visual.

Alambique Brasil Ouro – Amburana – A versão amburana da Alambique Brasil carrega consigo as notas de especiarias com aroma e sabor levemente adocicados.

Um toque frutado na boca e o retrogosto duradouro completam a festa sensorial desta versão.

Alambique Brasil Blend de duas madeiras – Para fechar sua visita ao estande, a surpresa sensorial guardada em um blend de Cachaças envelhecidas em barris de Carvalho e amburana.

O encontro entre as duas madeiras resulta em um equilíbrio perfeito de aromas florais, frutados e sabores de baunilha e caramelo, sem que nenhum sabor ou aroma se sobrepõe ao outro.

Afinal, qual o segredo da Alambique Brasil?

O segredo de tanto equilíbrio tem nome: Armando Del Bianco, um dos profissionais mais requisitados pelo mundo da Cachaça.

O mestre foi uma das primeiras pessoas a compor a equipe responsável por dar ao rótulo da alambique Brasil a personalidade que conquistou os consumidores e os juízes no Brasil e no mundo.

A Alambique Brasil está apenas começando, mas as conquistas realizadas em poucos anos de vida dão um claro recado ao mercado:

Viemos com a missão de elevar cada vez mais o patamar da Cachaça, conquistando os paladares mais exigentes

Ludmila Marioto – Diretora geral da Cachaça Alambique Brasil
Conheça um pouco mais da Cachaça Alambique Brasil

Serviço

A Cachaça Alambique Brasil poderá ser degustada nos estandes 101 e 103 da Expocachaça.

Alambique Brasil na Rede

Instagram @alambiquebrasil

Facebook : facebook.com/alambiquebrasil

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Alambique Brasil nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima

Cachaça Gavena, história de paixão e sucesso!

Dia 04 de Dezembro de 2016.

A data marca a consolidação de uma história de sucesso que já vinha sendo costurada por Edson Pinto, empreendedor e apaixonado pela Cachaça.

Neste dia, no Bar Rota do Acarajé, na região de Higienópolis, em São Paulo, Edson apresentava ao público a Cachaça Gavena.

A Gavena está entre as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019!

Fruto de um sonho de empreender no mercado da Cachaça, a Gavena, que tem o nome originado em um curioso jogo de palavras, estava lá, soberana na calçada do bar, esperando por apreciadores curiosos.

A cada gole, uma surpresa e muitos elogios.

E não era pra menos, a Cachaça branca é maturada em tonéis da madeira Amendoim do Campo.

Considerada suave, a madeira não transfere cor para a Cachaça, mas deixa a bebida com um sabor amaciado e aroma suavemente frutado e adocicado.

Na boca, além de uma acidez extremamente equilibrada, o apreciador vai encontrar notas que lembram castanha-do-pará e amêndoas.

No retrogosto o persistente sabor da cana-de-açúcar fresca completa o espetáculo sensorial e convida a partirmos para a envelhecida em tonéis de Carvalho Europeu.

Antes de ir para a garrafa a Gavena passou dois anos descansando na madeira nobre utilizada para envelhecer os melhores destilados do velho mundo.

Já de saída a primeira nota que ela manda para o nariz é o toque acentuado de mel silvestre.

Em seguida, o que toma conta são notas de frutas secas, destas que a gente consome geralmente nas festas de final de ano.

Na boca a sensação aveludada de cachaça bem produzida e bem envelhecida.

A Gavena será uma das estrelas da Expocachaça 2019.

E chegará à feira com grandes credenciais.

A Gavena Ouro – Envelhecida em barris de carvalho europeu, em menos de dois anos após ser lançada já disputou a primeira eliminatória do Ranking da Cúpula da Cachaça, que escolheu as 50 melhores do país.

Hoje, graças ao trabalho incansável do empresário Edson Pinto, a Gavena só cresce e se espalha pelo Brasil e pelo mundo.

Recentemente a Gavena iniciou um trabalho de análise para exportação da Cachaça para os Estados Unidos.

Tanto nossa branca, quanto a envelhecida em Amburana já receberam sinal verde do Governo americano. Em breve já poderemos exportar

Edson Pinto – Proprietário da Cachaça Gavena

Além da Cachaça, a Gavena também terá bebida mista: sucesso!

Edson afirma ainda que além das versões Ouro e Prata o apreciador não pode perder a chance de conhecer a Gavena Mel e Limão.

A bebida foi a grande sensação da marca durante o verão, mas ainda tem muito para crescer.

Estamos trabalhando firme para que a Gavena mel e limão possa estar sempre bem posicionada entre o público que aprecia uma bebida alcoólica mista. Quem provou até aqui gostou muito e nos incentivou bastante a seguir em frente com a produção

Edson Pinto

Em outubro, a marca vai comemorar três anos de sucesso e para esta data especial, já está sendo produzido um blend.

Ficou curioso?

Espere para outubro e veja porque a Cachaça Gavena conquista tantos apreciadores já no primeiro gole!

Veja um pouco mais sobre a Cachaça Gavena
Serviço
Cachaça Gavena na Rede

Instagram @gavenacachacas

Facebook : www.facebook.com/gavenacachacas

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Cachaça Gavena nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima

Cachaça Matriarca, da Bahia para o mundo!

Uma conquista para ficar na história dos empreendedores da cidade de Caravelas, entre os municípios de Medeiros Neto e Lajedão, bem na divisa da Bahia com Minas Gerais.

É lá que fica a Fazenda Cio da Terra e onde há mais de 30 anos se produz a Cachaça Matriarca, que já era conhecida nacionalmente e agora aumenta ainda mais a sua fama internacional.

Isso porque, dois dos rótulos do mix da fazenda acabam de ser agraciados com as medalhas de ouro e duplo ouro no San Francisco Spirits Competition 2019.

O concurso realizado na cidade americana, uma das mais famosas do planeta, reúne destilados do mundo inteiro.

E foi entre os juízes mais exigentes e de paladares mais apurados que brilharam a Cachaça envelhecida em tonéis da madeira Jaqueira e a branca da família, descansada em dornas de aço inoxidável.

A Cachaça envelhecida na Jaqueira levou ouro no concurso ja a branca, faturou o duplo ouro.

Isso acontece quando a bebida é unanimidade entre os juízes presentes, um verdadeiro feito para o destilado brasileiro.

Orgulho para o empresário Adalberto Pinto, ou apenas Beto, para os mais próximos ou para aqueles que se achegam na fazenda para uma boa prosa e uma boa harmonização de comida e Cachaça.

E o sucesso das Cachaças produzidas na Fazenda Cio da Terra não ficou somente nos Estados Unidos.

Também em 2018, em Plovdiv, na Bulgária, os rótulos Branca e Jaqueira, conquistaram o paladar de juízes acostumados a provar destilados produzidos no mundo inteiro.

Confira o quadro de medalhas, orgulho da família Matriarca

As conquistas da Cachaça baiana poderão ser comemoradas por você apreciador, na Expocachaça 2019.

Rótulos da Matriarca estão entre as Cachaças que você deve provar na Expocachaça 2019

A Matriarca, seguindo firme em seu propósito de manter a marca acesa na cabeça do consumidor, estará mais uma vez presente na maior feira de Cachaça do planeta.

Conheça aqui a história completa da Cachaça Matriarca.

Sorte a sua, consumidor, que terá o prazer de conhecer em primeira mão a maior novidade da fazenda baiana.

Blend de 4 madeiras da Matriarca está entre as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019

Será exatamente nesta edição que o apreciador poderá provar e adquirir a exclusiva Cachaça Matriarca Quatro Madeiras.

A Cachaça ainda não foi apresentada para o público e terá um número limitado de garrafas.

Ou seja, será algo único que com certeza, valerá a pena você colocar entre as primeiras Cachaças que você vai degustar na feira, ainda com o paladar novinho em folha!

Nós aqui já provamos a Quatro Madeiras.

O blend é o que podemos traduzir como a Mistura Perfeita entre as Cachaças envelhecidas em tonéis de Amburana, Louro-canela, Bálsamo e Jaqueira.

A cor já chama a atenção pelo amarelo ouro intenso, com notas de especiarias como cravo, canela, erva doce.

No aroma, um frutado especial se condensa com as notas de especiarias convidando o paladar a participar da festa sensorial.

Com todas essas características é claro que você já vai anotar na sua caderneta e nem pensar em cometer o pecado de deixar a Matriarca para o final.

Nossa dica vai garantir para você um começo de feira com o pé direito e a chance única de garantir o exemplar daquele que já está cotado para ser escolhido entre os melhores blends de Cachaça de 2019.

Conheça um pouco mais da Cachaça Matriarca neste vídeo
Serviço
Cachaça Matriarca na rede

A Cachaça Matriarca poderá ser degustada no Estande 86 da Expocachaça 2019

Instagram: @cachacamatriarca

Facebook: www.facebook.com/matriarcaBA

Comprar pela internet: www.matriarca.com.br

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Cachaça Matriarca nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima.

Cachaça Vila do Ouro, a Cachaça ligada a própria história do Brasil!

Cidade pequena e pacata no interior de Minas Gerais, mas de grande importância para a história do país.

Assim é a pequena Pitangui, de pouco mais de 25 mil habitantes, mas com DNA da cultura do Brasil e da cachaça.

Palco de acontecimentos que marcaram a história política e econômica do Brasil, a cidade ganhou fama por ter sido considerada a Sétima Vila do Ouro, no tempo das grandes minerações.

E é exatamente desta ebulição histórica que nasce a Cachaça Vila do Ouro, uma homenagem às boas histórias e a excelente Cachaça que já se tomava por lá no Período colonial.

Conhecedores das próprias raízes, os empresários Paulo e Cristiane não tiveram dúvidas quando resolveram investir no negócio da Cachaça.

Nasceu então a Vila do Ouro, em uma cidade tricentenária, que tem em seus registros, importância marcante para os primórdios da Cachaça, para a sorte e o deleite de apreciadores do Brasil e do mundo.

A primeira versão da Vila do Ouro que vamos tratar aqui é uma verdadeira festa sensorial.

Produzida a partir de um blend (mistura) de Cachaças envelhecidas em tonéis de bálsamo e Carvalho Francês, a bebida traz as notas herbais do bálsamo, com toques de baunilha do carvalho francês.

Em sua ficha técnica, a Vila do Ouro traz as seguintes informações:

Vila do Ouro – Carvalho & Bálsamo

Cor: amarelo Ouro
Aroma: Cana de açúcar
Paladar: encorpado, macio, baixo índice de acidez e paladar equilibrado. Confirma ao palato o sabor da cana-de-açúcar.

Vila do Ouro – Amburana

Cor: amarelo palha
Aroma: frutado, amadeirado e cana-de-açúcar
Paladar: médio corpo, macio, baixo índice de acidez e paladar equilibrado. Confirma ao palato o sabor de amburana e cana-de-açúcar.

Vila do Ouro – Prata

Cor: cristalina
Aroma: Cana-de-açúcar
Paladar: encorpado, macio, baixo índice de acidez e paladar equilibrado. Confirma ao palato o sabor da cana-de-açúcar.

Mas você não pode sair da Expocachaça de jeito nenhum sem provar a Vila do Ouro branca.

Afinal é ela quem dá a base para que tenhamos aqui as experiências das Cachaças envelhecidas.

Com 40% de volume alcoólico, o que temos aqui é uma Cachaça de corpo leve, macia e de acidez quase imperceptível.

Um dulçor interessante e convidativo, com retrogosto bem persistente que lembra uma garapa fresca da cana-de-açúcar.

Pode resultar em uma boa caipirinha?

Claro que pode, mas é muito interessante tomada pura e acompanhando um bom prato de entrada, como um canapé ou até mesmo uma salada leve.

Branquinha ou amarelinha a Vila do Ouro é um convite certeiro para ouvir uma boa história, que pode inclusive ser a dela mesmo, ao redor de uma lareira, com aquela companhia especial, ou com os melhores amigos que você puder fazer nesta vida.

Veja mais sobre a Cachaça Vila do Ouro
Serviço

Cachaça Vila do Ouro na rede

Instagram: @viladoourooficial

Facebook: www.facebook.com/cachacaviladoouro

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Cachaça Vila do Ouro nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima

Middas Cachaça, um toque de ouro para os visitantes da Expocachaça 2019!

O toque de ouro é o charme desta Cachaça.

Mas se engana que este é o único atrativo da bebida produzida em São Paulo, mas distribuída pelo Brasil e pelo mundo.

Entregue ao apreciador em das versões, a Middas faz sucesso onde chega.

Afinal, que outra Cachaça pode te dar a experiência de consumir ouro de verdade?

Middas: a única Cachaça do planeta a te oferecer ouro comestível, um luxo!

Isso mesmo.

A Middas foi pensada para ser a única Cachaça do planeta a carregar consigo flocos de ouro comestível 23 quilates, importado da Alemanha.

Além disso, a garrafa complementa o toque de exclusividade, ao ser produzida com a areia de uma praia francesa.

A matéria-prima garante à garrafa uma transparência que dificilmente se veria em outro destilado.

A Middas Prata – armazenada em tonéis de amendoim do campo deixa uma sensação de frescor assim que a garrafa é aberta.

Bem frutada, ela traz em seu buquet notas de castanha-do-pará e uma certa dose de especiarias.

Bem frutada, ela traz em seu buquet notas de castanha-do-pará, nozes e uma certa dose de especiarias.

Na boca, toda maciez de uma Cachaça bem produzida, engarrada e distribuída no ponto exato.

O resultado já no primeiro gole é um retrogosto persistente de cana-de-açúcar fresca.

Uma experiência ara se repetir de novo, de novo e de novo…

Criada em 2006, a Middas branca agradou em cheio aos jurados de Nova Iorque e San Francisco, em dois concursos distintos nos Estados Unidos.

A branquinha reinou absoluta até bem pouco tempo atrás.

Isso porque, Leandro Dias, CEO da marca, resolveu compartilhar o blend exclusivo, que sempre montava para levar aos amigos do churrasco.

Claro que nas primeiras provas veio logo a pressão para que o empresário revelasse o segredo.

Leandro não revelou as proporções, mas resolveu brindar a eles e a outros apreciadores com o blend exclusivo.

Composto por cachaças envelhecidas nas madeiras: carvalho francê, carvalho americano, jequitibá e amburana, todas de primeiro uso, a Middas é um verdadeiro escândalo sensorial.

No primeiro momento você vai sentir notas de chocolate, baunilha, coco e caramelo.

Sim, no primeiro momento.

Porque se você deixar o copo longe do nariz por alguns minutos e pega-lo de volta, logo sentira outros aromas.

Acidez quase zero, maciez e retrogosto amadeirado e persistente, vão completar sua experiência sensorial.

Leandro acertou a mão.

Já no lançamento do primeiro lote a Cachaça se colocou imponente entre as 50 melhores Cachaças do Brasil, de acordo com o ranking da Cúpula da Cachaça.

Nós concordamos com eles.

Na Expocachaça 2019 a Middas, tanto a branca, como a Reserva, poderão ser encontradas no Estande da Cachaçaria Trilha Real.

Bom, nós estaremos lá para um brinde e um abraço!

Serviço

Middas Cachaça na rede

Instagram: @middascachaca

Facebook: www.facebook.com/middascachaca

Para comprar pela internet: www.middascachaca.com.br/loja

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Cachaça Vila do Ouro nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima

Cachaça Dose Clássica

Qual seria o grande segredo escondido por baixo da tampa de cada garrafa da Cachaça Dose Clássica?

Por qual motivo ela tem tantas propriedades agradáveis, aromas e sabores capazes de conquistar o mais exigente dos apreciadores?

Bom, você pode elencar uma série de motivos para que a Cachaça Dose Clássica de Aracruz, no Espírito Santo, não saia da mente de quem provou a Cachaça pela primeira vez.

E desde que provou, já colocou a Cachaça entre as principais da prateleira de casa.

Mas nós do Brasil no Copo fomos atrás e investigamos cada passo da produção da Dose Clássica.

Para começo de prosa, o produtor faz a fermentação com a levedura extraída da própria cana-de-açúcar plantada na fazenda.

A terra é fertilizada com os compostos orgânicos da própria cana.

Todo processo é rigorosamente acompanhado por profissionais experimentados, seja pela experiência, seja pelo domínio das melhores práticas da boa produção da Cachaça.

Então era isso o tempo todo?

Sim, mas não só isso!

Cada garrafa da Dose Clássica carrega um tiquinho da paixão de seu produtor: Ralphe Nolasco.

Nós provamos aqui todas as versões e na Expocachaça 2019 nós recomendamos que você faça o mesmo que fizemos aqui.

Comece pela branca.

A Dose Clássica branca pode ser definida como a grande porta de entrada do alambique de Aracruz.

A Cachaça tem notas de cana-de-açúcar recém cortada.

Se você ainda não teve a experiência de entrar num canavial em plena época de corte da cana, vai se lembrar do que estamos falando aqui, quando tiver esta oportunidade.

Mas ela não fica só nisso.

Nós encontramos aromas frutados, em especial algo que remete ao figo seco.

Confesso que nunca havia pego uma nota aromática semelhante em nenhuma outra Cachaça.

Na boca ela traz o frescor da Cachaça bem produzida, o que significa dizer que tudo que o produtor tentou com ela, deu muito certo.

Depois disso parta para a Dose Clássica Ouro.

A Cachaça é armazenada em tonéis da madeira Castanheira, uma das madeiras mais raras entre as utilizadas para envelhecer cachaça.

Com o corte extremamente controlado, a Castanheira não é uma madeira fácil de se encontrar, o que aumenta o tom de raridade da Dose Clássica.

E por ser uma madeira não muito utilizada em larga escala, o produtor geralmente tem poucas referências para chegar a um bom produto final.

Mas ao provar a dose Clássica Ouro você logo vai observar que Ralphe não teve nenhum problema para chegar a uma excelente linha de Cachaça.

O primeiro contato com ela lembra estar em uma loja de chás.

Aromas de especiarias e de frutas secas estão presentes no nariz.

Na boca o aveludado e toda maciez que uma Cachaça bem produzida e bem envelhecida deve ter.

Provar a Dose Clássica vai deixar  pra você a clara certeza de que na Expocachaça 2019 você viverá uma experiência sensorial digna de ser repetida por várias e várias vezes!

Veja mais sobre a Dose Clássica

Serviço

Cachaça Dose Clássica na Rede

Instagram: @doseclassica

Facebook: www.facebook.com/DoseClassica

Antes e depois da Expocachaça 2019, você também poderá encontrar a Cachaça Dose Clássica nas lojas da Trilha Real em Belo Horizonte e Nova Lima.

E onde encontrar as Cachaças que você tem que provar na Expocachaça 2019 antes, durante e depois da Expocachaça?

Cachaçaria Trilha Real

A Cachaçaria que tem verdadeira paixão por acolher você!

Se a Trilha Real não tivesse um slogam, nós do Brasil no Copo definiríamos este para ela.

Na verdade o local nem sequer parece uma Cachaçaria, e sim um lugar onde receber amigos é a especialidade da casa.

Os amigos se tornam clientes, então acaba sendo a nossa paixão receber cada um deles de volta

Enaldo Lopes – Proprietário da Cachaçaria Trilha Real

A loja tem está fixada em dois locais: Belo Horizonte e Nova lima, na região metropolitana da capital mineira.

Em qualquer um dos dois endereços, a a Trilha Real é parada obrigatória para quem gosta de uma boa Cachaça e de um papo agradável.

A segunda parte da oferta fica a cargo de Enaldo e Ariane Guimarães (esposa de Enaldo e sócia da Cachaçaria), o casal simpatia da Cachaça brasileira.

Ariane é professora de Engenharia nuclear e Enaldo é médico de formação.

Curiosamente, a loja começou a ser planejada quando o doutor Enaldo praticamente não tinha mais lugar onde depositar as garrafas de seus pacientes.

O empresário conta ainda que a Cachaçaria tem o DNA de receber pessoas.

É difícil você ir a um bar e o garçom conhecer a Cachaça que ele está servindo, então resolvemos ter um lugar onde a gente possa fazer isso pelo consumidor, contar a ele todas as maravilhas que cercam esta bebida

Enaldo Lopes

A fama de boa recepção logo correu os quatro cantos de Minas Gerais e quase toda cadeia da Cachaça já inclui a Trilha Real nos planejamentos de lançamento de novos rótulos, ou simplesmente um evento de degustação para receber amigos.

Tem sido assim com os eventos da Confraria Mineira da Cachaça – Confala ou grandes marcas brasileiras de Cachaça, que já descobriram a vocação da Trilha Real.

Cuidar bem da clientela é artigo básico tanto na loja de Nova Lima, quanto na unidade de Belo Horizonte, desde a inauguração em dezembro de 2017.

Quem conhece o empresário, sabe que costumeira hospitalidade  e o carinho com que tratam a Cachaça pode ter raiz no relacionamento com o pai.

Seu Sebastião é agrônomo e sempre foi apaixonado pela Cachaça, um grande ativista sem dúvida

Enaldo Lopes

Na Expocachaça 2019, mais uma vez, como já se tornou tradição, os amigos do Brasil inteiro já marcaram o estande da Trilha Real como ponto de encontro.

Além de receber os amigos, o estande da Trilha Real tem uma função primordial para quase a totalidade dos expositores.

É na loja em Belo Horizonte que o público que provou a Cachaça, mas que por algum motivo não levou a bebida para casa, terá oportunidade de achar a marca predileta.

A loja tem preços competitivos e quase não há um rótulo entre os mais importantes do Brasil que não esteja presente na prateleira.

No caso da lista que preparamos aqui, todas as Cachaças poderão ser encontradas na loja e com o diferencial do atendimento do casal mais apaixonante da Cachaça no Brasil!

A eles um brinde e a você, uma excelente Expocachaça 2019.

Serviço Expocachaça 2019

Quando? 06, 07, 08 e 09 de junho de 2019
Onde? Expo Minas – Avenida Amazonas 6030 – Belo Horizonte/MG
Ingressos: R$ 25,00 e meia entrada à R$ 12,50
Compre seu ingresso aqui: http://www.expocachaca.com.br/shows-e-ingressos/