O que é Cachaça? (entenda de uma vez por todas)

O que é Cachaça? (entenda de uma vez por todas)

Tempo de leitura: 11 minutos

O que é Cachaça? Onde elas nasceu? De onde vem o nome Cachaça? Por que ela é a bebida símbolo do Brasil? O que é Cachaça artesanal?

Para responder a estas perguntas, eu criei aqui um guia DEFINITIVO onde você saberá que:

  • # 1 – Cachaça é a bebida típica do Brasil, originada a partir da fermentação e destilação da garapa crua da cana-de-açúcar. Pode ter entre 38% e 48% de volume alcoólico.
  • # 2 – Cachaça pode ser descansada em dornas de aço inoxidável, ou maturada em tonéis de madeira, que mudam substancialmente as suas características sensoriais.
  • # 3 – A bebida pode ser produzida em qualquer parte do Brasil, mas existem regiões que possuem o selo de identificação de origem.
  • # 4 – A Cachaça pode ser consumida de forma isolada, em drinks ou harmonizando com com comidas ou até mesmo outras bebidas.
  • # 5 – O destilado nacional tem diferenças substanciais para outras bebidas, como Whisky, Gin, Vodka, Rum e outros mais.
  • # 6 – A Cachaça também pode ser chamada de pinga, ou aguardente.
  • # 7 – Por fim, a Cachaça pode ser destilada em alambique ou em colunas de destilação.

Bom, como você viu ai, há uma série de informações que não podem faltar na cadernetinha do verdadeiro apaixonado pela Cachaça.

Agora se você é realmente apaixonado pela Cachaça, então você não pode deixar de ver isso👇

Trata-se do único curso online do Brasil, que vai te transformar em um sommelier de Cachaça!

Mas voltemos aqui ao nosso: O que é Cachaça?

É incrível como tem crescido o número de pessoas que descobriram a Cachaça e já fazem dela a companhia de seus encontros sociais.

Mas também é incrível o quanto ainda existe de desinformação sobre o fantástico universo de nossa bebida destilada.

Então, eu resolvi preparar este guia para que você possa receber com maestria e que também possa descobrir mais e mais sobre a Cachaça.

Eu até tomei o cuidado de separar em tópicos para facilitar a compreensão geral!

É claro que um post de blog pode ser pouco diante da complexidade de nossa branquinha, mas só com estes tópicos, você já vai avançar bastante nesta matéria.

Vamos lá!

# 1 – Cachaça é a bebida típica do Brasil

Sim, como os franceses tem o Cognac e o Champagne, o mexicano tem o Tequila, nós também temos a nossa bebida típica.

Ela nasceu em algum ponto do litoral brasileiro, no período colonial.

Mas, como assim, nasceu em algum ponto?

Durante o período do descobrimento, o Brasil sofreu com toda espécie de guerras e invasões.

Com isso, documentos foram queimados, relatos históricos técnicos desapareceram e o que temos hoje, são informações passadas ao longo do tempo.

Isso mesmo, a Cachaça tem três possíveis datas de nascimento.

E observe, que os locais são sempre o litoral brasileiro e isso acontece porque no início da colonização pouco se arriscava a entrar mais Brasil a dentro.

O que é Cachaça e onde nasceu a cachaça?
Localizado na atual divisa das cidades de Santos e São Vicente, o engenho, teria sido o local onde se produzia açúcar e aguardente. Acredita-se que o local abrigava estábulos e uma senzala. As ruínas seriam a única prova material de registro de produção da Cachaça, por isso, muitos historiadores aceitam São Vicente como local onde nasceu a nossa Cachaça! Foto – www.engenho.prceu.usp.br/

O nome Cachaça não era usado no começo, mas acredita-se que seja uma evolução de Cagaça , uma espécie de espuma que surgia na fervura da garapa.

A espuma era usada para alimentar o gado.

Há uma outra versão que afirma que a aguardente produzida nos engenhos era usada para amaciar a carne do Cachaço.

Bom, Cachaço é uma espécie de porco e a carne era muito apreciada na época do Brasil-Colônia.

Por definição legal, encontrada na Instrução Normativa de número 13, só pode ser considerada Cachaça, a bebida destilada a partir da cana-de açúcar.

Além disso, para ser considerada Cachaça, a bebida não pode ter menos de 38% de álcool, nem mais que 48%.

E o que é Cachaça envelhecida?

O que é Cachaça e qual a diferença entre as brancas e as envelhecidas?
Uma Cachaça pode ser armazenada, envelhecida, Premium ou extra-premium. Cada categoria entrega à bebida características sensoriais diferenciadas.

Logo depois de ser produzida, a Cachaça é levada para dornas de aço inoxidável, onde permanece lá até que esteja plenamente descansada.

Este descanso em nos tanques é importante para que a Cachaça possa eliminar compostos químicos que podem dar sabores e aromas desagradáveis à bebida.

Recomenda-se pelo menos 6 meses de descanso.

Já o envelhecimento é responsável por agregar aromas e sabores à bebida.

Para ser considerada envelhecida, uma Cachaça precisa ter em sua composição final, pelo menos 50% de bebida envelhecida.

Este envelhecimento deve ser feito em toneis de até 700 litros por pelo menos um ano.

A outra metade pode ter simplesmente descansado por qualquer período em dornas de madeira de qualquer temaho.

Também há as Cachaças consideradas premiuns e extra-premiuns, que requerem técnicas mais aprimoradas de envelhecimento.

Estas últimas costumam ser mais caras, pois exigem mais atenção do produtor durante seu processo de envelhecimento.

Onde a Cachaça pode ser produzida?

O que é Cachaça: só pode ser produzida com cana-de-açúcar
Cachaça pode ser produzida em alambiques ou em colunas de destilação contínua. O importante é que para levar o nome no rótulo ela precisa ser de cana-de-açúcar e ter sido produzida em solo brasileiro.

Sobre isso, você precisa saber que a Cachaça, para levar este nome, só pode ser produzida em território nacional.

Nos dias atuais, em praticamente todos os estados brasileiros há alambiques produzindo nossa aguardente de cana.

Mas há regiões que se destacam por sua identificação geográfica, uma espécie de selo que determina o DNA produtor daquela localidade.

O exemplo desta identificação são as cidades de Salinas, no norte de Minas Gerais e Paraty, no litoral sul do Rio de Janeiro.

Atualmente existem processos em andamento para que novas localidades recebam o selo de identificação geográfica.

A ideia é que haja um modelo parecido com o utilizado pelo vinho, principalmente aquele produzido em países europeus.

Quer se aprofundar um pouco mais? Então, isso pode te interessar👇

Como eu posso consumir a minha branquinha, ou amarelinha?

Como harmonizar Cachaça, comida e outras bebidas?
Há muitas formas de se apreciar a Cachaça e a melhor delas, com certeza é harmonizando com comidas e bebidas. Devido à diversidade de madeiras a bebida pode harmonizar com praticamente qualquer prato da cozinha brasileira ou internacional.

Há muitas formas de se consumir a Cachaça!

E acredite: a cada dia aparecem novas formas, para nossa alegria, claro!

Mas eu vou deixar aqui algumas maneiras, que vão te ajudar a receber seus amigos e deixa-los sem palavras!

# isolada, ou pura

Você pode apreciar a sua Cachaça de maneira isolada, ou seja só ela no copo.

Para melhorar sua experiência, experimente servi-la a uma temperatura de 14 graus, principalmente nos dias mais quentes.

# Acompanhada

Neste caso a sua bebida pode ser servida em refeições, seja um jantar, um almoço ou mesmo aquele petisco do encontro social.

E a diversidade de madeiras que temos para envelhecer Cachaça, torna a nossa bebida ideal para acompanhar qualquer comida.

Ou bebida!

Sim, é possível harmonizar Cachaças com prato de entrada, primeiro prato, prato principal, sobremesa, cafezinho e até com charuto!

No Curso Sommelier de Cachaça 2.0, você encontra uma variação incrível de harmonizações possíveis!

# Com gelo ou gelada

A Cachaça com gelo ou gelada, é uma tendência.

Alguns ditos especialistas até torcem o nariz, alegando que a baixa temperatura altera os aromas e sabores da bebida.

Mas se trata de uma outra experiência.

Cachaça com gelo de côco é algo que, se você gosta de Cachaça, simplesmente não pode ignorar esta sensação.

Já a cachaça gelada, ela traz uma licorosidade extremamente interessante.

Experimente deixar a sua Cachaça no congelador por algumas horas e toma-la acompanhada de um bolo de chocolate.

Isso para cachaças envelhecidas de toneis de madeiras como carvalho, amburana e castanheira.

Depois deixe aqui nos comentários o resultado desta experiência.

Qual a diferença para outras bebidas?

O que é Cachaça e qual a diferença para outros destilados?
A Cachaça tem um modo único de produção e utiliza uma só matéria-prima: a cana-de-açúcar. A bebida também pode ser envelhecida em quase 40 tipos de madeira diferentes.

Eu sei que você já ouviu a expressão: eu tomei uma cachaçada.

É muito provável que a pessoa tenha tomado várias bebidas, inclusive a Cachaça!

Mas a verdade é que Cachaça é uma coisa e outras bebidas podem até ser destiladas, mas outra coisa completamente diferente.

Eu separei aqui alguns processos de produção para que você entenda bem a diferença entre uma e outra.

Começamos pela nossa Cachaça, que é produzida única e exclusivamente da garapa crua da cana-de-açúcar, fermentada e destilada.

E vamos a outros destilados mais comuns:

# whisky

Diferente de nossa branquinha o whisky pode ser produzido em várias partes do mundo.

A bebida de origem é apontada como sendo a Escócia.

O Whisky pode ser produzido a partir de cereais como centeio, trigo, cevada ou milho, no caso dos Bourbons.

Embora haja experiências de envelhecimento em madeiras brasileiras como a amburana, o mais comum é que ele seja maturado em tonéis de carvalho.

# Vodca

A vodka é outra bebida que pode ter cevada, milho, trigo, centeio, ervas, figos ou batatas em sua composição.

A bebida tem origem russa, mas historiadores afirmam que com a formação do bloco soviético muitos fazendeiro fugiram do país.

E levaram com eles a fórmula para localidades como Polônia, França, Finlândia, Japão, Estados Unidos e até aqui para o Brasil.

A Vodca não passa por envelhecimento em madeira e por ser destilada várias vezes, acaba chegando a uma quase neutralidade.

Geralmente é mais usada para drinques.

Qual a diferença entre Cachaça, pinga e aguardente?

Esta é sem dúvida, uma das perguntas mais feitas pelos consumidores de CAchaça ou de outros destilados.

Pinga é só mais um dos milhares de apelidos dados à Cachaça.

E engana-se quem insiste em dizer que o termo serve para diferenciar a boa bebida da ruim.

O destilado também pode ser chamado de branquinha, amarelinha, água que passarinho não bebe, a que matou o guarda, marvada e por ai vai…

Já a aguardente é toda bebida destilada.

O termo é originado do latim aqua ardens que quer dizer exatamente: aguardente.

O que você precisa saber é que toda Cachaça é uma aguardente, mas nem toda aguardente é uma Cachaça.

E isso é devido às leis e regras que regem o destilado nacional, como já explicado acima!

Por fim, como a bebida é produzida?

A Cachaça tem duas formas de produção.

Uma delas é a forma contínua, onde os elementos nocivos são separados durante o processo de produção.

Esta forma de produção também é denominada: coluna, ou industrial.

Uma cachaça de coluna pode ser produzida em volume maior e em menor tempo.

Já a Cachaça produzida em alambique é feita pelo processo de batelada, ou seja: é o produtor quem faz o corte de cauda e cabeça.

É na cauda e na cabeça, onde se encontram elementos nocivos à bebida.

E por isso, você verá sempre o termo: Cachaça de coração, porque só vai para a garrafa o chamado “filé Mignon” da bebida!

Bom, aqui neste post eu dou dicas preciosas sobre o que você deve fazer para apreciar uma boa Cachaça.

Mas para você se tornar um Sommelier reconhecido, eu deixo esta dica abaixo!

Um brinde!

Compartilhe com seus amigos😉